kalimah.top
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

0800 crew – máquina do tempo كلمات اغاني

Loading...

(asiatiko)
eu p-ssei anos deixando meus versos dentro da gaveta
ao lado dos planos frustrados, bem debaixo da caneca
fui limpar e vi um universo desenhado com a caneta
amontoando algumas letras misturadas com as cuecas

cartas de amores e tretas, um álbum de fotos antigas
num p-ssado que rodeia em cada lembrança guardada
me lembrei de um planeta onde tudo era figas
e notei que igual minhas meias me meti em altas furadas

lá no fundo, bem no fundo, o anel de uma mina
trouxe mágoas, rancores e uma pontada no peito
sonho de ganhar o mundo cheirando a naftalina
e vi que se amor te mata, aquele lugar era o leito

de segredos e medos colecionados
todos bem camuflados nessa caixa de madeira
pode até ser besteira, mas te digo, meu chegado
o que é teu tá guardado, é só limpar toda a poeira

(refrão – asiatiko, rodrigo zin e dé saiyajin)
e foi de lá que tirei meu caderno de rima
lembrança das minas que resolvi guardar
p-ssa o tempo, mudam as sinas, nos sufocamos em rotinas
sim, a vida nos ensina a relembrar

os anos p-ssam como filme em épocas de crise
coloquem as suas felicidades em reprise 2x

(rodrigo zin)
na gaveta, o grave tá, dum graveto vou lançar
um feitiço pique bruxo, como é bom imaginar
na escola fui brincar com palavras e fiz rimar
poesia lixo ou luxo, hoje o lixo vai brilhar

depois de tanto escutar que eu só tinha levada
o levado do garoto levou um livro pra casa
e me virei no português, ora pois é minha vez
veja o tanto de relíquia que eu já colecionei

valioso esse sentimento
olha o tanto de lembrança que eu já pus aqui dentro!
seja uma letra ou um adendo…
olha o tanto de disco que já saiu daqui de dentro…

entre alianças e anéis de plástico
adivinha quais que durarão pra sempre…
entre as músicas que farei e as que eu já fiz
todos tão guardadas… umas na gaveta, outras na mente

(refrão – asiatiko, rodrigo zin e dé saiyajin)
e foi de lá que tirei meu caderno de rima
lembrança das minas que resolvi guardar
p-ssa o tempo, mudam as sinas, nos sufocamos em rotinas
sim, a vida nos ensina a relembrar

os anos p-ssam como filme em épocas de crise
coloquem as suas felicidades em reprise 2x

(chefe tf)
todas as noites a saudade me visita e tira a paz
meu sorriso foi embora junto com o seu que eu não vi mais
guardei o par de alianças com uma pá de lembranças
enquanto a lágrima escorre aos soluços tipo criança

e eu não vejo mudança, por mais que ch0r- ou implore
a tristeza por dentro tenta matar a última que morre
por mais que eu tom-sse um porre, beber pra esquecer não existe
se eu beber pra te esquecer seria um zeca pagodinho triste

falando em triste, a minha mente ainda insiste em lembrar
dos beijos longos e promessas de pra sempre te amar
e de pra sempre cuidar, te dar carinho de sobra
eu prometi que sua mãe ia ser minha última sogra

o amor não é sentimento, é uma at-tude e se renova
e nisso eu sou professor e posso te dar várias provas
quando se vira uma página a história continua
e se esse mundo “dá voltas”, aguardo ansioso a sua

(refrão – asiatiko, rodrigo zin e dé saiyajin)
e foi de lá que tirei meu caderno de rima
lembrança das minas que resolvi guardar
p-ssa o tempo, mudam as sinas, nos sufocamos em rotinas
sim, a vida nos ensina a relembrar

os anos p-ssam como filme em épocas de crise
coloquem as suas felicidades em reprise 2x